A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO MÚTUO ENTRE AS PESSOAS DE UM CASAL

“Conhecer a si mesmo já é uma tarefa difícil, agora, imagine se dedicar a conhecer o outro? Não dá.”

Essa é uma afirmativa feita por várias pessoas em tom de verdade inquestionável. Mas, hoje, venho indicar uma nova perspectiva sobre o conhecimento mútuo. Com minha experiência, que não a mais vasta do mundo, mas que pude inferir algumas coisas, pois cheguei à conclusão que para nos conhecermos melhor necessitamos nos relacionar, de modo mais próximo, com outra pessoa ou com outras pessoas.

O conhecimento construído individualmente sobre si mesmo não é seguro, pois é imperfeito ou incompleto. Dedicar-se ao autoconhecimento é muito importante e louvável, porém muitas pessoas pensam que para que possa existir o autoconhecimento verdadeiro é necessário dedicar tempo muito extenso à solidão, digo melhor, ao afastamento das pessoas como que isso fosse, por si só, proporcionar um autêntico autoconhecimento, porém isso não é verdade.

Ficar a sós, de vez em quando, é uma necessidade humana e é muito importante para o desenvolvimento pessoal, porém em uma vida a dois requer que cada pessoa se dedique, com atenção, à convivência entre o casal. Na verdade um casal tem uma grande potencialidade de desenvolver o autoconhecimento de cada pessoa do casal que está além do que podemos imaginar.

Porém, é necessário que cada pessoa de um casal se dedique no conhecimento do outro, buscando saber do outro o que esse pensa dela (ou dele). É importante, também, pontuar a validade que consiste em o casal se perceber na convivência com outras pessoas, como esse se coloca diante das pessoas e, também, identificar nas pessoas a imagem dessas em relação ao casal como todo e também de modo individual (cada uma das pessoas do casal).

Muitas coisas podem mudar, para melhor, na vida de um casal se esse se empenha no conhecimento mútuo entre as duas pessoas. Muitos conflitos seriam mais facilmente resolvidos se entre o casal existir a atenção e a dedicação ao conhecimento mútuo. Acredite que sozinho ninguém cresce neste mundo. É necessário conviver para se desenvolver.

Muitas vezes a tolerância às imperfeições do outro cresce quando se consegue identificar e buscar mudar as imperfeições pessoais. Projetar nossas imperfeições nos outros é algo muito comum de ocorrer, principalmente quem não se dedica ao autoconhecimento nas duas vias: na via do eu e na via do (s) outro (s).

Hoje em dia, as pessoas vão morar juntas muito rapidamente sem, muitas vezes, conhecer, de modo profundo, o outro. Imagine pessoas de um casal, que se conhecem há pouco tempo e não tem muita experiência de vida, decidirem-se a morarem juntas de um dia para o outro. O que irá acontecer? Na maioria das vezes acontece um choque de diferenças que podem acarretar em uma péssima convivência e, logo, uma possível separação.

Um casal tem em mãos um instrumente de humanização grandioso, que é a oportunidade de crescer, de modo acentuado, no autoconhecimento, ou seja, no conhecimento individual de cada pessoa do casal e de crescer também no mútuo conhecimento, ou seja, entre os dois.

E os frutos de um casal que cresce, a cada dia, no mútuo conhecimento, na tolerância e no diálogo, portanto não um monólogo, são filhos que se sentem mais amados e livres para crescerem como pessoas neste mundo, pois boa base seus pais terão para lhes proporcionarem.

Possa ser que para a sua situação, hoje, isso que estamos propondo seja algo impossível, mas se você não der passos em direção ao seu crescimento e do crescimento da pessoa que está do seu lado, então, as coisas continuarão como estão ou poderão piorar. Você não quer isso, não é mesmo? Então mude e ajude a mudar, se possível, o outro.

Um mudo novo depende de pessoas novas, de casais novos, ou seja, de pessoas que olhem além do que a realidade, predominante contemporânea, tem a nos oferecer. Se você é casado ou está namorando, então, não custa nada pensar nisso.

Por: Edson Carlos de Sena – Psicanalista

Faça o primeiro comentário a "A IMPORTÂNCIA DO CONHECIMENTO MÚTUO ENTRE AS PESSOAS DE UM CASAL"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*


Follow by Email
Facebook
PINTEREST